segunda-feira, 13 de maio de 2013

Convocatória

Companheiros e Companheiras,

Nestes dias 14 e 15 de maio de 2013, o Governo Brasileiro programou a 11ª rodada de licitações de blocos para a exploração de petróleo e gás natural. Esta rodada é um grande retrocesso para o Brasil que, desde 2008, havia suspendido os leilões de petróleo, após muita luta e pressão dos movimentos sociais. Ao retomar essa agenda, o governo brasileiro, equivocadamente, atende aos anseios das multinacionais, ávidas por abocanhar nossas valiosas reservas de óleo e gás.

O volume a ser leiloado poderá ultrapassar 40 bilhões de barris, o que equivale a um lucro próximo a R$ 1,16 trilhões que será apropriado por empresas transnacionais do petróleo. Ao todo, 64 empresas estão disputando os blocos.

Em virtude desta ameaça a nossa soberania nacional, os movimentos sociais e sindicais promovem um conjunto de protestos. Na manhã desta segunda-feira (13), os movimentos do campo e da cidade ocuparam o Ministério de Minas e Energia, em Brasília. No Rio de Janeiro, petroleiros e camponeses ocuparam a sede da Agência Nacional do Petróleo. Cidades, como Belo Horizonte, São Paulo e Curitiba também realizaram ações.

Em nome da defesa do patrimônio do povo brasileiro, convocamos a todos os movimentos sociais e sindicais para um ato amanhã (14/5), às 9h, em frente do Ministério de Minas e Energia.

É fundamental a presença de todos e todas para pressionar o Governo a cancelar a 11º rodada de licitações, que pretende entregar o petróleo brasileiro para as transnacionais. Temos que discutir com nosso povo, unir forças e buscar soluções para que o petróleo fique nas mãos do Estado, com soberania nacional, distribuição de riquezas e controle popular.

O Petróleo tem que voltar a ser nosso!

Ato 'O Petróleo tem que ser nosso'

Dia 14 de maio, às 9h, em frente ao Ministério de Minas e Energia
Brasília - DF.

0 comentários:

Editado por iMaque - Soluções em Sustentabilidade