sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Impunidade ainda é regra em casos de crimes contra trabalhadores do campo



A impunidade nos casos de crimes cometidos contra trabalhadores sem terra é o tema desta semana do programa Fórum Comunitário, exibido pela TV Comunitária de Curitiba (Canal 5 da NET e 72 da TVA). Os entrevistados dessa edição foram Darci Frigo, coordenador da Terra de Direitos, e Ramon Brizola, integrante da coordenação estadual do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST/PR.

Entre janeiro e abril de 2013 estão previstos cinco julgamentos de crimes contra trabalhadores rurais sem terra. Um dos casos é do assassinato de Sebastião Camargo, ocorrido em 1998, no Noroeste do Paraná. O ex-presidente da União Democrática Ruralista – UDR, Marcos Prochet, vai a júri popular no dia 4 de fevereiro, com principal acusado de assassinar o agricultor.

Em novembro de 2012 duas pessoas foram condenadas por envolvimento na morte de Camargo: Teissin Tina, ex-proprietário da fazenda Boa Sorte, onde o agricultor foi assassinado, recebeu condenação a seis anos de prisão por homicídio simples, e Osnir Sanches, condenado a 13 anos de prisão por homicídio qualificado e constituição de empresa de segurança privada, utilizada para recrutar jagunços e executar despejos ilegais.

“É importante que a reforma agrária avance, mas que a impunidade também seja combatida para que não haja mais violência, para que a gente tenha de fato paz e justiça no campo brasileiro”, afirma Darci Frigo.

https://www.youtube.com/watch?v=rLxGvW4ygT0

Fonte: Terra de Direitos Organização de Direitos Humanos

0 comentários:

Editado por iMaque - Soluções em Sustentabilidade