quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Agricultores são expulsos e têm casas incendiadas

01.02.2012

Pelo menos 12 famílias de agricultores foram retiradas de uma área localizada a cerca de 30 quilômetros da cidade de Trairão, na BR-163, Oeste do Estado, em cumprimento a um mandado de desocupação expedido pela Comarca de Itaituba. Segundo o entendimento do Judiciário, a área pertence à União e estaria sendo ocupada ilegalmente pelas famílias. O mandado foi assinado pela juíza Vanessa Ramos Couto. No documento, que foi apresentado por um oficial de justiça, estão definidos os lotes que deveriam ser desocupados. Por outro lado, os agricultores procuraram a Comissão Pastoral da Terra (CPT), da Igreja Católica, e informaram que a ação do oficial de justiça, que se fez acompanhar de uma guarnição da Polícia Militar comandada pelo sargento Glins, do 15º BPM, teria sido recheada de excessos.

“Nós não invadimos nenhuma área particular. Estamos em uma área de assentamento do Incra, e temos os documentos que nos foram fornecidos por ocasião da colocação das famílias. Nós fomos apanhados de surpresa, não tivemos tempo sequer de retirar o que era nosso de dentro das nossas casas”, disse o agricultor Edgar da Silva Moreira, que teve sua casa incendiada. Emerson Antunes, também agricultor, informou à reportagem do DIÁRIO que também perdeu tudo o que tinha, já que sua casa também foi incendiada.

Fonte: Diário do Pará

0 comentários:

Editado por iMaque - Soluções em Sustentabilidade