segunda-feira, 25 de abril de 2011

Grito da Terra deve reunir 5 mil trabalhadores em Maceió

25/04/11

Com a proposta de reunir em Maceió cinco mil trabalhadores rurais dos 102 municípios alagoanos, nesta terça-feira, dia 26 abril, a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Alagoas (Fetag-AL) realiza, após quatro anos, o Grito da Terra Alagoas.

Com caráter reivindicatório, o Grito da Terra Alagoas apresenta uma pauta com as principais necessidades dos agricultores familiares, trabalhadores sem-terra e assalariados rurais do Estado. O objetivo do ato público é negociar com o governo do Estado novas conquistas para o homem do campo.

A concentração está marcada para ocorrer a partir das 6 horas, quando as comitivas de trabalhadores rurais de todo o Estado estarão se posicionando no estacionamento público do bairro de Jaraguá.

De acordo com a programação, a partir das 8 horas terá início a caminhada com destinado ao Centro de Maceió. Uma audiência está agendada com o governador Teotônio Vilela Filho, no salão de despachos do Museu Palácio Floriano Peixoto, a partir das 9 horas. Apenas uma comissão de negociação participará do encontro com o chefe do executivo estadual.

Os principais itens da pauta dos trabalhadores rurais são: violência no campo, criação da empresa estadual de assistência técnica e o avanço de processo de mecanização na zona canavieira, além do contrato safrista.

Pela abrangência e caráter mobilizador, a Federação trabalha a ideia de transformar o Grita da Terra Alagoas em um evento anual, a exemplo do Grito da Terra Brasil que ocorre todo ano em Brasília.

por Divulgação

0 comentários:

Editado por iMaque - Soluções em Sustentabilidade